Curso de Especialização


Engenharia de Manutenção – 7ª Edição

A Manutenção assume hoje uma função estratégica para aquelas empresas preocupadas em participar de mercados cada vez mais exigentes e mutantes. A visão de que a Manutenção passa a ser uma ciência, uma arte ou uma filosofia favorece em muito sua posição de destaque nas empresas, e talvez a aceitação de que a mesma seja a “alma” do sistema produtivo empresarial. VAGAS LIMITADAS.

inscreva-se
INSCRIÇÕES INÍCIO DURAÇÃO

De 07/11/2017 a 06/03/2018

Dia 16/03/2018

De 16/03/2018 a 14/06/2019

15 meses ou 485 horas-aula

introdução ao curso

Assim, a 7ª Edição na PUCRS contribuirá para a formação de profissionais atuantes ou com interesse em qualificar-se na área de Manutenção, oportunizando a obtenção de competências estabelecidas, para garantir as melhores práticas na Manutenção Moderna.

horário das aulas

Semanalmente às sextas-feiras, das 18h45min às 22h45min e aos sábados, das 8h às 12h25min. Dias e horários das aulas sujeito a alterações, a critério da coordenação do curso.

objetivos

Capacitar em contexto de trabalho para que o aluno possa situar, atualizar e aplicar as competências adquiridas para diversas situações de trabalho da manutenção, desenvolvendo um espírito crítico e abertura às inovações que surgem no meio acadêmico e profissional.

público-alvo

Graduados com experiência em Manutenção.

diferenciais do curso

  • Aula com professores com vasta experiência no gerenciamento da manutenção em empresas de grande porte no Rio Grande do Sul em especial do Prof Alan Kardec Pinto autor de vários livros de referência na área de manutenção.
  • Prática do benchmarking, com base em conceitos e com visão de processo e resultados sendo realizadas visitas às organizações tenham foco específico em temas de interesse dos alunos.
  • Workshops com especialistas para incentivar a criação de uma "comunidade de manutenção" para a reflexão sobre inovações de interesse para a Manutenção.

ao final do curso o aluno estará capacitado a:

  • Identificar as evoluções ocorridas no processo de manutenção no mundo;
  • Identificar os envolvidos no processo de manutenção;
  • Identificar os parâmetros de qualidade mensuráveis e não mensuráveis no processo de manutenção;
  • Avaliar as causas e efeitos de um processo aplicado à manutenção;
  • Aplicar as diferentes ferramentas de auxílio ao processo de gestão da manutenção;
  • Identificar os procedimentos de avaliação, estudo e relatório que dão suporte ao processo de manutenção;
  • Utilizar sistemas informatizados de gestão da manutenção;
  • Auxiliar na implementação de sistemas de gestão da manutenção nas organizações;
  • Organizar e atuar em campanhas de mudanças, adaptações de culturais e transformações de atitudes e condutas relativas ao processo de manutenção.

unidade promotora

Faculdade de Engenharia

área do curso

Engenharias

modalidade

Presencial

DISCIPLINAS
Administração Econômica da Manutenção
Analisa diferentes técnicas e métodos de apuração de custos para fins da manutenção; orienta para a previsão orçamentária na manutenção; estuda as técnicas da gestão de estoque de sobressalentes e necessidades de logísticas úteis para a manutenção.
Benchmarking
Entendimento do conceito, do processo de benchmarking e de suas etapas. Identificação e avaliação dos tipos de benchmarking (interno, competitivo, funcional e genérico) e seus objetivos (foco na definição de estratégias para a manutenção ou na melhoria do desempenho operacional de seus processos) aplicados à área de manutenção ou ao negócio manutenção. Aplicação prática destes conhecimentos mediante o planejamento e a realização de visitas de benchmarking às organizações, vivenciando cada etapa do processo.
Confiabilidade e Ferramentas Quantitativas Aplicadas à Manutenção
Estudo e aplicação da estatística a partir da apresentação, organização e análise de dados de distribuição, das medidas de tendência central, de dispersão, de assimetria e de curtos; fundamenta a probabilidade; contempla a teoria da amostragem e da regressão linear, distribuição de Weibull, distribuição lognormal, distribuição gama; fundamentos de confiabilidade; análise de falha; DFMEA, PFMEA; importância análise de falhas dentro do contexto da Engenharia da Manutenção; estratégias de implementação do FMEA; pré-requisitos para o FMEA; elaboração do FMEA; interpretação do FMEA; montagem da árvore de falhas; árvore de falhas x confiabilidade; aplicações de estudos de caso em softwares específicos.
Estratégias e Planejamento da Manutenção
A função planejamento da manutenção; noções básicas de planejamento – PERT/CPM; escolha de software de gerenciamento de planejamento; aspectos de segurança em eventos de manutenção; terceirização de serviços na manutenção; condições básicas para terceirizar; tendências da terceirização; identificação, caracterização e correlação das diferentes Estratégias de Manutenção; Estratégias de Manutenção: elementos que compõem e suas funções; evoluções ocorridas no processo de manutenção no mundo; os envolvidos no processo de manutenção; parâmetros de qualidade mensuráveis e não mensuráveis no processo de manutenção; avaliação das causas e efeitos de um processo aplicado à manutenção.
Gestão da Manutenção
Evolução da manutenção; gerenciamento moderno da manutenção; tipos de manutenção e resultados na aplicação de cada tipo; visão estratégica da manutenção; conceituação de Qualidade e sua evolução nas empresas; modelo de Gestão Empresarial com foco nos Critérios de Excelência da FPNQ – Fundação para o Prêmio Nacional da Qualidade; sistemas de gestão com foco específico e sua integração – ISO 9001 (Qualidade) – ISO 14001 (Meio ambiente) – OHSAS 18001 ( Saúde e Segurança); o Papel da Manutenção – alinhamento com as estratégias e o modelo de gestão empresarial.
Informática e Banco de Dados
Aborda a origem e os objetivos dos Sistemas de Gerência de Banco de Dados (SGBD); estuda independência de dados, modelos e abordagens, enfatizando a abordagem relacional; requisitos necessários a um software para gestão da manutenção, método para avaliação de um software para gestão da manutenção, aplicação de sistema informatizado como apoio para decisão em manutenção.
Manutenção de Equipamentos e Instalações
Tribologia lubrificação; sistemas de lubrificação; seleção de lubrificantes; os processos de soldagem; a importância da soldagem na manutenção; tecnologia dos revestimentos anti-desgaste; segurança do soldador; fundamentos de sistemas hidráulicos e pneumáticos; geração e distribuição de ar comprimido; controle da condição do fluido hidráulico para minimizar falhas; qualidade do ar comprimido para uso em equipamentos pneumáticos; estruturas de materiais, suas propriedades, suas características e seu comportamento quanto à degradação para minimizar falhas em máquinas e instalações industriais.
Manutenção Enxuta
Definições de Lean Maintenance; redução de recursos para ações da manutenção; controle de desperdícios nos serviços de manutenção.
Metodologia da Pesquisa
Estuda a teoria do conhecimento e as diferentes formas de organização do método científico, bem como sua contribuição na formação e na ação do profissional pesquisador; propõe reflexão sobre a organização do trabalho científico.
Segurança e Ecologia Aplicadas à Manutenção
Estudo das fontes convencionais de energia; fontes não convencionais de energia; conservação de energia; impacto da energia no meio ambiente; os custos sociais da energia; segurança e saúde; principais aspectos e impactos ambientais das organizações; resultados de melhoria de desempenho e do Meio Ambiente; legislação de crimes ambientais.
Sistema de Manutenção Inteligente
Estuda a integração da automação com a manutenção; técnicas de prognósticos para manutenção; fusão ou integração de tecnologias.
Orientação de Trabalho de Conclusão de Curso - TCC
A orientação do trabalho de conclusão proporciona auxiliar o aluno com a integração dos conhecimentos adquiridos ao longo do curso, especialmente conhecimentos específicos para o problema escolhido pelo aluno a ser apresentado no formato de artigo científico. Recomendações práticas para estruturar uma pesquisa, de caráter teórico e/ou prático sobre um tema específico da área de Manutenção.

trabalho de conclusão de curso - TCC

O TCC poderá ser concluído no prazo máximo de até 6 meses após a realização das disciplinas. Os horários de orientação serão definidos por cada Unidade Acadêmica.

PROFESSORES
Esp. Alan Kardec Pinto
Dr. Carlos Alexandre dos Santos
Esp. Carlos Eduardo da Silva Franco
Me. Edir dos Santos Alves
Dr. Edson Zilio Silva
Me. Eduardo Vieira da Costa Guaragna
Esp. Fabio Rodrigues
Me. Filipi Damasceno Vianna
Dr. Helio Radke Bittencourt
Dr. Jairo Jose de Oliveira Andrade
Me. Jairo Tadeu Dessimon Machado
Dr. João Feliz Duarte de Moraes
Me. José Rogério Navaja Fazzi Júnior
Me. Nelzo Luiz Neto da Silv
Dr. Odilon Francisco Pavón Duarte
Me. Otávio Luiz Dibe Vescovi
Dr. Renaldo Vieira de Souza
Dr. Renato Ventura Bayan Henriques
Esp. Valter Loamir Tadeu de Moura

Obs: Corpo docente sujeito a alterações.

coordenador

  • Prof. Me. Edir dos Santos Alves
  • E-mail: edir@pucrs.br
  • Possui graduação em Engenharia Mecanica pela Universidade de Passo Fundo - UPF (1988) e mestrado em Engenharia Mecânica - Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS/PROMEC (1994). Atualmente é professor da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), professor na Universidade Feevale (FEEVALE). Tem experiência na área de Engenharia Mecânica, com ênfase em Controle e Manutenção de Sistemas Mecânicos, atuando principalmente nos seguintes temas: manutenção mecânica industrial, automação industrial, sistemas hidráulicos e pneumáticos industiais. Coordenou o Curso Superior de Tecnologia em Manutenção na Universidade Feevale entre 2012 a 2014. Coordena o curso aberto de Especialização em Engenharia de Manutenção desde 1ª edição 2006 e a edição In-Company na Vale-Hydro em Paragominas/PA pela PUCRS.
  • Prof. Me. José Rogério Navaja Fazzi Júnior
  • E-mail: jfazzi@pucrs.br
  • Possui graduação em Engenharia Mecanica pela Universidade Gama Filho (1983) e mestrado em Engenharia Mecânica pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1993). Atualmente é professor assistente horista da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Tem experiência na área de Engenharia Mecânica, com ênfase em Processos de Fabricação, Seleção Econômica, atuando principalmente nos seguintes temas: computacional,soldagem, polimeros e processos de fabricação.

INVESTIMENTO MATRÍCULA VALOR DA MENSALIDADE
Matrícula + 18 parcelas R$ 950,00 18 de R$ 950,00
 
VALORES DA MATRÍCULA, CONFORME O PERÍODO DE PAGAMENTO
Período de pagamento Valor da matrícula
07/11 a 14/12/2017 R$ 807,50
15/12/2017 a 15/01/2018 R$ 855,00
16/01 a 15/02/2018 R$ 902,50
A partir de 16/02/2018 R$ 950,00
O pagamento deve ser realizado na data da matrícula. Os valores acima são válidos somente para os períodos informados.
 
PÚBLICO NÚMERO DE PARCELAS VALOR DA MENSALIDADE
Público em geral Matrícula + 18 parcelas Matrícula + 18 de R$ 950,00
Para dependentes de funcionários da PUCRS; Para professores, técnicos administrativos e pais de alunos da Rede Marista; Grupos de 5 ou mais participantes de uma mesma empresa ou empresas conveniadas; Funcionários do Centro Clínico, RAIAR e empresas instaladas no TECNOPUC; Dependentes de funcionários do INSCER, Gráfica EPECÊ e HSL. Matrícula + 18 parcelas Matrícula + 18 de R$ 855,00
PUCRS Alumni Matrícula + 18 parcelas Matrícula + 18 de R$ 836,00
Estudantes com faixa etária de 50 a 60 anos Matrícula + 18 parcelas Matrícula + 18 de R$ 760,00
Estudantes com faixa etária superior a 60 anos Matrícula + 18 parcelas Matrícula + 18 de R$ 665,00
Funcionários da PUCRS, HSL, Gráfica EPECÊ, INSCER (somente se viabilizado financeiramente o curso) Matrícula + 18 parcelas Matrícula + 18 de R$ 475,00
O pagamento do valor de matrícula deverá ser realizado na data da matrícula. O valor diferenciado, para as demais parcelas, é concedido a partir da primeira mensalidade do curso. As mensalidades iniciarão após o início do curso, com vencimento no dia 15 de cada mês, via boleto bancário.

orientações financeiras

Na modalidade de pagamento à vista é concedido ao estudante a redução de 10% sobre o valor de todas as parcelas. E, em havendo o cancelamento ou trancamento do curso, o cálculo dos valores de devolução referente as parcelas vencidas, será desconsiderada a redução concedida desde a matrícula paga.

financie seu curso com o crédito educativo

O Crédito Educativo possibilita o financiamento de 50% das parcelas do curso, com prazo de restituição equivalente ao número de parcelas utilizadas.

saiba mais
período local horário

De 07/11/2017 a 29/03/2017

Educação Continuada da PUCRS

Av. Ipiranga, 6681 - Prédio 40 - sala 201

CEP: 90619-900 - Porto Alegre/RS - Brasil

Fone: (51) 3320-3727

E-mail: educacao.continuada@pucrs.br

Das 8h às 21h.

Pré-requisitos

Ser portador de diploma de curso superior (obrigatório).

Inscrição

Pode ser realizada pela internet ou presencial. O candidato deverá encaminhar o currículo. As vagas são limitadas e a PUCRS se reserva o direito de modificar e/ou prorrogar o período de inscrições.

processo de seleção dos candidatos

  • Análise de Currículo.

documentos necessários para matrícula

Para fins de matrícula e confecção dos certificados de conclusão de curso é necessário que o aluno apresente, obrigatoriamente, no momento da matrícula UM dos seguintes documentos:

  • RG Civil (para brasileiros);
  • Carteira de Trabalho;
  • Passaporte;
  • Certidão de Nascimento;
  • Carteira de Conselho (deve constar no documento nome de pai e mãe e a naturalidade);
  • CNH (só será aceita como documento de identificação do aluno se for apresentada juntamente com documento complementar que informe a naturalidade do aluno).

Além de um dos documentos listados acima o aluno deverá, obrigatoriamente, enviar a cópia do diploma de graduação.