Curso de Especialização


PREMUS – Residência Profissional da Saúde na Modalidade Uniprofissional em Física Médica do Radiodiagnóstico – 6ª Edição

O curso propõe-se à formação de profissionais para atender aos princípios do SUS, em especial ao princípio da Integralidade da Atenção à Saúde. Atende à Lei nº 11.129, que dispõe sobre a Residência Multiprofissional em Saúde e à Portaria nº 1077 de 12 de novembro de 20095. Tem por objetivo formar especialistas em Física Médica do Radiodiagnóstico, na modalidade Residência Multiprofissional, fundamentados nas diretrizes do SUS, com ênfase em campo de atuação estratégico e prioritário para o sistema.

manifestar interesse
INSCRIÇÕES INÍCIO DURAÇÃO

De 14/10/2017 a 10/11/2017

Dia 01/03/2018

De 01/03/2018 a 29/02/2020

24 meses ou 5.778 horas-aula

introdução ao curso

A proposta do Programa de Residência Profissional da Saúde na Modalidade Uniprofissional em Física Médica do Radiodiagnóstico - PREMUS/HSL integra-se ao movimento promovido pelo Ministério da Saúde, em conjunto com o Ministério da Educação, com vistas à formação de profissionais para atender aos princípios do SUS, em especial ao princípio da Integralidade da Atenção à Saúde. Atende à Lei nº 11.129, que dispõe sobre a Residência Multiprofissional em Saúde e à Portaria nº 1077 de 12 de novembro de 2009. Sob este enfoque, a PUCRS desenvolve Projetos Pedagógicos para a formação dos diferentes profissionais de Saúde (Enfermagem, Educação Física, Farmácia, Física Médica, Fisioterapia, Nutrição, Psicologia, Serviço Social), articulando o Ensino de Graduação e Pós-Graduação aos Serviços de Saúde integrados ao SUS.

A proposta insere-se no acordo de cooperação entre a PUCRS e a Secretaria Municipal de Saúde de Porto Alegre. Nessa parceria vinculam-se, também, Programas promovidos pelo Ministério da Saúde, a exemplo do PRÓ-SAÚDE e PET-SAÚDE. A implantação do PREMUS/HSL dá continuidade à integração ensino-serviço na atenção hospitalar integrado à rede de serviços de Saúde do Município de Porto Alegre. Especificamente na área de Física Médica, existem convênios firmados com outras instituições de saúde para a realização de estágios de residentes.

horário das aulas

A Residência será desenvolvida no Regime de Dedicação Exclusiva, conforme parágrafo 2o, Art. 13, da Lei 11.129, de 30 de junho de 2005. A carga horária mínima é de 2880 horas anuais, distribuídas em 60 horas por semana, totalizando, nos dois anos, no mínimo, 5775 horas.

objetivos

Formar especialistas em Física Médica do Radiodiagnóstico, na modalidade Residência em Área Profissional, fundamentados nas diretrizes do SUS, com ênfase em campo de atuação estratégico e prioritário para o sistema.

público-alvo

Bacharéis em Física na Linha de Formação, Habilitação ou Ênfase em Física Médica.

diferenciais do curso

  • Residência em física médica junto à primeira universidade a ofertar um curso de graduação na área;
  • Atuação em hospital universitário acreditado em nível máximo de excelência pela ONA;
  • Atuação em projetos de pesquisa desenvolvidos pelos grupos de pesquisa da PUCRS;
  • Possibilidade de realização de estágios em instituições nacionais e internacionais conveniadas com a PUCRS;
  • Atuação em equipe multiprofissional.

ao final do curso o aluno estará capacitado a:

  • Atuar como físico em serviços de radiodiagnóstico;
  • Aplicar conhecimentos de dosimetria e proteção radiológica em serviços e instalações que utilizem radiações ionizantes e não-ionizantes para fins médicos e biológicos;
  • Realizar medidas de radiação em serviços de radiodiagnóstico, mantendo a rastreabilidade da calibração dos equipamentos;
  • Aplicar técnicas de medição e otimização de dose para pacientes e equipes dos serviços de radiodiagnóstico, além de outros colaboradores e membros do público;
  • Atuar em equipes multidisciplinares na perspectiva interdisciplinar, com vistas à humanização da assistência, a integralidade da atenção, a melhoria dos indicadores de qualidade e produtividade dos serviços assistenciais;
  • Identificar e atuar na rede de serviços de saúde dos diferentes níveis de atenção e de suporte social, com vistas a ações intersetoriais;
  • Contribuir para o processo de qualificação e efetivação dos programas, ações e práticas da política de saúde do SUS;
  • Desenvolver processos investigativos que gerem conhecimentos e novas ações e protocolos que contribuam para o aprimoramento das práticas em saúde integradas ao SUS.

unidade promotora

Faculdade de Enfermagem, Nutrição e Fisioterapia
Faculdade de Física

área do curso

Ciências da Saúde

modalidade

Presencial

DISCIPLINAS
Processo de Saúde e Adoecimento; Modelos Assistenciais; Políticas de Saúde (Concepção e organização do Sistema Único de Saúde)
Conhecer e comparar os modelos assistenciais vigentes e suas implicações em ações de intervenção no processo saúde-adoecimento e na construção ao longo do desenvolvimento histórico e social das políticas de saúde brasileira, considerando a integralidade das ações, a regionalização, a hierarquização dos serviços bem como a intersetorialidade. Também os recursos humanos, físicos e tecnológicos decorrentes da utilização dos modelos assistenciais no Sistema de Saúde Brasileiro. Contextualização de aspectos das políticas de saúde a partir das perspectivas que fundamentam os conceitos do processo saúde/adoecimento e dos modelos assistenciais.
Ética, Bioética, Humanização em Saúde, Interdisciplinaridade, Integralidade e Participação Social
Disciplina que propõe o estudo das questões de ética que emergem do campo teórico e prático das ciências biomédicas que permeiam o cotidiano das práticas das equipes multiprofissionais de saúde.
Ações Programáticas. Diretrizes e Protocolos Assistenciais. Sistematização do Cuidado. Projetos do Cuidado
Disciplina que apresenta e discute conceitos, diretrizes e protocolos clínicos e operacionais estabelecidos pela Política Nacional no atendimento as demandas de assistência à saúde.
Gestão em Serviços (Planejamento em Saúde; Tecnologias em Saúde; Dimensões da qualidade na gestão de serviços e ações de saúde; gestão de RH e insumos nos serviços de saúde)
Disciplina teórica que enfoca os aspectos fundamentais relacionados a gestão em saúde e sua relação com a gestão hospitalar, abordando as dimensões do planejamento em saúde e suas inter-relações no contexto do SUS.
Informações em Saúde, Vigilância em Saúde, Avaliação, Monitoramento e Indicadores (Epidemiologia/Bioestatística)
Disciplina teórica que visa discutir a definição e aplicação da epidemiologia e suas relações com a saúde. Discutir os aspectos da evolução histórica da epidemiologia e o seu papel na saúde e as normas e procedimentos técnicos e diretrizes operacionais da vigilância epidemiológica.
Metodologia de Pesquisa
Estudo da pesquisa e sua aplicação para a prática profissional da área da saúde, enfatizando a ética, a crítica e o consumo da pesquisa. Introdução do aluno nas diferentes abordagens metodológicas da pesquisa em saúde num ambiente interdisciplinar. Elaboração, redação e apresentação de relatórios de pesquisa (artigos científicos e monografias). Orientação de monografia.
Seminários - Física Médica
Disciplina teórico-prática que oportuniza discussões de temas relacionados à Física Médica, incluindo Proteção Radiológica, Medicina Nuclear, Radiodiagnóstico e Radioterapia. Discussão de orientações nacionais e internacionais para a segurança do uso das radiações para pacientes e trabalhadores. Estudo das regulamentações do sistema de vigilância sanitária e Comissão Nacional de Energia Nuclear.
Reuniões Científicas - Física Médica
Disciplina teórico-prática que oportuniza discussões interdisciplinares sobre o estado da arte das pesquisas em Física aplicada à Medicina e Biologia, produzidas nacional e internacionalmente, particularmente aquelas que se desenvolvem em âmbito hospitalar.
Estudos Clínicos (rounds) e outras atividades de discussões clínicas – Física Médica do Radiodiagnóstico
Disciplina teórico-prática que oportuniza discussões multidisciplinares dentro do serviço de Radiodiagnóstico de casos de pacientes, aspectos de radioproteção, otimização e outros temas relacionados, no contexto da atenção em âmbito hospitalar.
Formação em Serviço - Física Médica do Radiodiagnóstico Ia
Disciplina prática que permite a integração do profissional no ambiente hospitalar e com outros profissionais da saúde. Familiarização com as equipes dos serviços e os seus processos internos. Acompanhamento e identificação do papel e responsabilidades do físico responsável pelos serviços. Observação e apoio aos procedimentos de controle de qualidade dos equipamentos e das imagens. Compreensão e aplicação dos mecanismos de radioproteção específicos aos serviços de radiodiagnóstico.
Formação em Serviço - Física Médica do Radiodiagnóstico II
Disciplina prática que permite a integração do profissional no ambiente hospitalar e com outros profissionais da saúde. Apoio aos processos internos dos serviços de Radiodiagnóstico. Realização de procedimentos de controle de qualidade dos equipamentos e das imagens. Aplicação dos princípios de justificação e otimização da radioproteção específicos nos serviços de Radiodiagnóstico. Familiarização com as técnicas de processamento digital de imagens. Aplicação de metodologias de cálculo de barreiras em serviços de radiodiagnóstico.
Formação em Serviço - Física Médica do Radiodiagnóstico III
Disciplina prática que permite a integração do profissional no ambiente hospitalar e com outros profissionais da saúde. Apoio aos processos internos dos serviços de Radiodiagnóstico. Realização dos procedimentos de controle de qualidade dos equipamentos e mecanismos de radioproteção específicos aos serviços de Radiodiagnóstico. Aplicação de técnicas de processamento e otimização das imagens de tomografia computadorizada e ressonância magnética. Familiarização com o sistema de armazenamento, gerenciamento de informações e imagens hospitalar.
Formação em Serviço - Física Médica do Radiodiagnóstico IV
Disciplina prática que permite a integração do profissional no ambiente hospitalar e com outros profissionais da saúde. Apoio aos processos internos dos serviços de Radiodiagnóstico. Realização dos procedimentos de controle de qualidade dos equipamentos e mecanismos de radioproteção específicos aos serviços de Radiodiagnóstico. Aplicação de técnicas de processamento e otimização das imagens de tomografia computadorizada, ressonância magnética e ultrassom. Desenvolvimento de processos de otimização de dose. Desenvolvimento de programa de garantia da qualidade. Participação em auditorias e vistorias nos serviços de Radiodiagnóstico.
Orientação do Trabalho de Conclusão - TCC

trabalho de conclusão de curso - TCC

O TCC poderá ser concluído no prazo máximo de até 6 meses após a realização das disciplinas. Os horários de orientação serão definidos por cada Unidade Acadêmica.

PROFESSORES
Dr. Ademar Marques Caldeira Filho
Dra. Alessandra Campani Pizzato
Dra. Ana Maria Marques da Silva
Ma. Andrea Gonçalves Bandeira
Ma. Caroline Santa Maria Rodrigues
Ma. Heloisa Maria Recziegel Bello
Ma. Maria Cristina Lore Schilling
Ma. Michele Alberton Andrade
Dra. Raquel Silva Thomaz
Dr. Ricardo Meurer Papaléo

coordenador

  • Profa. Dra. Ana Maria Marques da Silva
  • E-mail: ana.marques@pucrs.br
  • Licenciada e bacharela em Física (USP/1985/1985), mestre em Ensino de Ciências (USP/1991) e doutora em Física Nuclear (USP/1998). Atua como professora titular em regime de dedicação exclusiva na PUCRS, sendo docente permanente dos programas de pós-graduação em Engenharia Elétrica (linha de Engenharia Biomédica) e Gerontologia Biomédica da PUCRS. Coordena o Núcleo de Pesquisa em Imagens Médicas e é pesquisadora do Instituto do Cérebro do Rio Grande do Sul. Atua na pesquisa em aquisição, simulação, processamento, quantificação e dosimetria de imagens médicas. Coordena o Programa de Residência Profissional da Saúde na Modalidade Uniprofissional em Física Médica desde sua primeira edição, em 2013.

Pagamento do DOC, que será impresso ao término do preenchimento da ficha de inscrição no valor de R$ 200,00 (duzentos reais).

período local horário

De 12/12/2017 a 13/12/2017

Secretaria do PREMUS

Av. Ipiranga, 6681 - Prédio 12-A - 8º andar

Partenon - Porto Alegre/RS - CEP: 90619-900

Fone: (51) 3320-3646

E-mail: premus@pucrs.br

Das 8h às 17h.

Pré-requisitos

Conclusão do curso de Bacharelado em Física, na linha de formação, habilitação ou ênfase em Física Médica.

Inscrição

Pode ser realizada pela internet ou presencial.  

processo de seleção dos candidatos

O processo de seleção será composto por:

  • Prova única para todas as áreas da Física Médica (Medicina Nuclear, Radiodiagnóstico e Radioterapia) com questões sobre as Políticas Públicas e Modelos Assistenciais em Saúde, Física das Radiações, Física do Radiodiagnóstico, Física da Medicina Nuclear, Física da Radioterapia e Proteção Radiológica. A bibliografia encontra-se disponível no Anexo II do Edital;
  • Entrevista coletiva e psicotécnico, onde serão avaliados os seguintes critérios: trabalho em equipe, liderança, capacidade de planejamento, comportamento ético/postura, tomada de decisão e pró-atividade;
  • Análise de currículo e memorial descritivo.

documentos necessários para matrícula

Para fins de matrícula não serão aceitos documentos como CNH ou carteira de registro profissional, pois não preenchem os requisitos necessários para a emissão de certificado. É necessário, no momento da matrícula, apresentar os originais dos documentos solicitados. Para realizar a matrícula o candidato deverá entregar os seguintes documentos:

  • Preenchimento do formulário de matrícula;
  • Comprovante de conclusão da graduação em curso reconhecido pelo INEP/MEC;
  • Fotocópia da carteira do respectivo Conselho Regional ou Protocolo de Solicitação do
  • Registro (deverá ser entregue na Secretaria do Programa até 10 dias antes do início do mesmo);
  • Número de PIS/PASEP;
  • Uma foto 3x4 (recente);
  • Fotocópia de quitação com Serviço Militar (candidatos masculinos);
  • Cópia do diploma de graduação;
  • Cópia da carteira de identidade.