Curso de Extensão
Supervisão de estágio em Serviço Social – 3ª Edição

O objetivo do curso é contribuir para a qualificação do processo de supervisão de estágio em Serviço Social, aprofundando a reflexão sobre os temas que fundamentam e instrumentalizam a prática da supervisão.

manifestar interesse
INSCRIÇÕES INÍCIO DURAÇÃO

De 18/02/2016 a 05/08/2016

Dia 15/08/2016

De 15/08/2016 a 20/11/2016

101 horas-aula.

introdução ao curso

A Política Nacional de Estágio na área do Serviço Social (ABEPSS, 2009), conectada ao contexto sócio-econômico e político contemporâneo, é entendida como fundamental para balizar os processos de mediação teórico-prática na integralidade da formação profissional do assistente social. Defende a

articulação do projeto profissional com um projeto de sociedade que seja possível a ampliação dos direitos sociais rumo à emancipação humana. A temática do estágio e o processo de supervisão deve constituir-se em aprofundamento permanente no interior do debate acadêmico, como elemento constituinte e constitutivo da formação profissional (PNE/ABEPSS, 2010).

Nesse sentido, o documento da ABEPSS sinaliza para questões importantes no que tange o papel do estágio supervisionado em consonância com as diretrizes curriculares e com o projeto ético-político do Serviço Social brasileiro.

O processo de supervisão deve ser o momento em que o estagiário se aproxima da realidade construindo a sua identidade profissional. Este processo é de suma importância para ele, como momento no qual se pode visualizar a relação entre teoria e prática no processo de ensino-aprendizagem. É através das contribuições da supervisão pedagógica e da supervisão de campo que o estagiário vai reelaborar este processo de ensino-aprendizagem através da reflexão crítica e do acompanhamento e sistematização com base nos planos de estágio (MARIANO, 2010).

A supervisão em Serviço Social é um processo de ensino-aprendizagem cuja base está nos planos de estágio elaborados em conjunto pelas unidades de ensino e pelas organizações que oferecem estágio (ABEPSS, 1996). O processo de supervisão de estágio deve ser realizado por meio da tríade supervisor acadêmico (professor – assistente social), supervisor de campo (assistente social) e estudante.

O supervisor acadêmico “[...] é o responsável pelo encaminhamento metodológico do estágio supervisionado, orientando situações que emergem da realidade social e seus desdobramentos” (OLIVEIRA, 2003, p. 83). Compreende o processo de ensino-aprendizagem que se estabelece na relação do professor supervisor e estudante na atividade cotidiana de estágio, visando o reconhecimento da interconexão dos conhecimentos do Serviço Social e da realidade da prática profissional na sua relação com a demanda, com a organização e com a realidade social (PINTO, 2003).

O supervisor de campo é responsável pela inserção, acompanhamento, orientação e avaliação do estagiário no campo de estágio em conformidade com o plano de estágio. A supervisão de campo é o espaço onde se dá o acompanhamento do estagiário na dinâmica do cotidiano do estágio. É um processo educativo que prevê o desenvolvimento de habilidades técnico-operativas, teórico-metodológicas e ético-políticas.

Considerando tais premissas, em 2011 a Coordenação do Departamento Supervisão e Práticas da Faculdade de Serviço Social da PUCRS, iniciou uma nova proposta de estruturação do trabalho, na qual uma das atividades foi a visita aos campos de estágio com o objetivo de conhecer as instituições, os profissionais e as condições de ensino-aprendizagem oferecidas pelos espaços de estágio vinculados. Nessas visitas constatou-se que, em alguns espaços sócio-ocupacionais, os assistentes sociais apontam: dificuldades no acompanhamento da supervisão em Serviço Social; falta de local adequado para a realização de atendimento ao usuário; inexistência do plano de trabalho do Serviço Social; inexistência do plano de estágio; condições de precarização do trabalho; escassez de tempo para a supervisão em função da sobrecarga de demanda de trabalho; além de demonstrarem desconhecimento sobre a legislação que caracteriza a supervisão direta de estágio. Frente a essas situações de trabalho, enfrentadas pelos campos, o Departamento de Supervisão e Práticas propõe, oferecer um curso de extensão aos profissionais, a fim de oferecer espaços de reflexão crítica, de aprendizagem e de formação acerca do processo de estágio supervisionado em Serviço Social.

horário das aulas

O aluno pode participar do curso nos horários que lhe forem mais convenientes. É recomendável que mantenha uma regularidade de participação, assistindo vídeos, lendo os materiais de cada semana, resolvendo os exercícios e participando dos fóruns de discussões.

objetivos

Contribuir para a qualificação do processo de supervisão de estágio em Serviço Social, aprofundando a reflexão sobre os temas que fundamentam e instrumentalizam a prática da supervisão.  

público-alvo

Assistentes Sociais que estão no exercício da supervisão ou que pretendem exercer a atribuição de supervisor de estágio.  

unidade promotora

Coordenadoria de Educação a Distância
Escola de Humanidades

área do curso

Ciências Sociais Aplicadas

modalidade

A Distância

PROGRAMAÇÃO
Inserção em EAD (5h)
FFundamentos da Supervisão: conhecimento e realidade (16h)
Inserção do Assistente Social em Processos de Trabalho (16h)
Ensinar e Aprender (16h)
Processos de Supervisão (16h)
Instrumentalidade e Supervisão (16h)
Direitos Sociais e Políticas Sociais (16h)
PROFESSORES
PhD. Gleny Terezinha Duro Guimarães
Dra. Esalba Maria Carvalho Silveira
Ma. Fernanda Denardin Walker
Dr. Giovane Antonio Scherer
Dra. Márcia Salete Arruda Faustine
Me. André Luis da Silva
Ma. Angela Maria Pereira da Silva
Ma. Solange Emilene Berwig
Ma. Evelise Lazzari
Dra. Kelines Cabral Gomes
Dra. Rosilaine Brasil Kunzler
Ma. Maíz Ramos Junqueira

coordenador

  • Profa. PhD. Gleny Terezinha Duro Guimarães

PÚBLICO VALOR
Público em geral 1 + 1 de R$ 200,00
Diplomados PUCRS 1 + 1 de R$ 176,00
Alunos PUCRS; Certificados em Especialização pela PUCRS; Certificados em Extensão pela PUCRS; Dependentes dos Técnicos Administrativos PUCRS, Gráfica Epecê, HSL e INSCER; Funcionários de Empresas do Tecnopuc; Cinco ou mais pessoas da mesma empresa; Maiores de 60 anos; Professores, Técnicos Administrativos e pais de alunos das Escolas da Rede Marista; Empresas Parceiras, Conveniadas; Professores e Técnicos Administrativos PUCRS; Supervisores(as) de Campo vinculados ao Curso de Serviço Social da PURCS R$ 360,00

política de cancelamento

O aluno poderá solicitar o cancelamento de sua inscrição por meio de e-mail pessoal para ead@pucrs.br ou de preenchimento do formulário de cancelamento, observando as seguintes situações:

  • para os pedidos efetuados ANTES do início do curso, a devolução dos valores pagos pela PUCRS será integral por meio de depósito bancário no prazo de 9 (nove) dias úteis.
  • para os pedidos efetuados APÓS o início do curso, o aluno deverá efetuar o pagamento das parcelas do curso até o mês da solicitação do cancelamento.

pagamento com cartão de crédito

Você pode realizar o pagamento do curso à vista ou em parcelas, tanto com boleto bancário quanto cartão de crédito das bandeiras Visa ou Mastercard. Em caso de pagamento parcelado, verifique a possibilidade de número de parcelas no momento da inscrição.

A devolução se dará mediante estorno da operação de pagamento com cartão de crédito. Este procedimento e prazo de estorno é de responsabilidade da sua administradora do cartão de crédito.

A restituição de pagamento de forma parcelada com cartão de crédito se dará mediante estorno integral da operação de pagamento com cartão de crédito. Quando isso acontecer, eventuais parcelas vincendas do cartão de crédito poderão não ser canceladas, e os valores continuaram a ser debitados, já que, para sua maior comodidade e em total observância ao Código de Defesa do Consumidor por ocasião do estorno do valor integral, serão antecipados os vencimentos das parcelas canceladas.

saiba mais